Recents in Beach

Você precisa conferir esse segredo sobre construção de armadilhas!


Bom dia, RPGistas! Hoje quero falar de um ponto específico sobre armadilhas que normalmente não fica muito claro para a galera, mas que nos faz pensar sobre elas de uma forma completamente diferente.

E esse é o fato de que armadilhas não são na realidade armadilhas, mas segredos, o que faz com que possamos construir e pensar em armadilhas de uma forma mais ampla e mais complexa.

Mas o que eu quero dizer com "são um segredo"? É bem simples.

Significa dizer que um armadilha é feita por um determinado grupo ou pessoa para excluir todos os outros grupos ou pessoas de uma determinada área. Isto é, imagine que uma sociedade ainda afastada da civilização não queira ser descoberta no meio de uma floresta. O que eles farão? Colocarão várias armadilhas em várias áreas da floresta para afastar ou matar forasteiros. No entanto, quem faz parte daquela sociedade precisa saber onde essas armadilhas estão para não serem afetados. Ou seja, armadilhas são um segredo que uma pessoa ou determinado grupo possui: e saber ou não o segredo é o que irá ativar ou não aquela armadilha.

Por exemplo, uma armadilha de urso parece simples, certo? E de fato é! No entanto ela é um segredo que o caçador ou caçadores possuem, que é não necessariamente como a armadilha funciona, mas o local em que ela está. Como o urso está fora desse segredo, ele pisa no local errado e ativa a armadilha. Ou seja, por esta falta de informação, por estar "por fora" e "de fora" é que a armadilha, é acionada.

Deste modo, podemos também incluir na escala de armadilhas segredos e encontros sociais. Sociedades Secretas, por exemplo, possuem códigos falados ou gestos que identificam os membros daquela Sociedade. Logo, num encontro social, um membro da sociedade pode, por exemplo, fazer o gesto incorreto para testar um jogador que tenta se infiltrar, etc, tudo isso funcionando como uma armadilha social.

Além disso, só para reforçar como armadilhas podem ser um segredo, imagine as pirâmides do Egito. Lá há entradas inteiras que são falsas, no sentido de que quem entrar por lá não vai conseguir sair e vai morrer lá dentro. Então vejam que não é uma entrada cheia de armadilhas. A entrada em si é uma armadilha. E quem a utiliza NÃO deve sair vivo de lá, pois quem está "por dentro" do segredo, sequer iria pisar naquela entrada e caminho.

E pensar assim nos abre um leque grande de possibilidades para armadilhas sociais e também para armadilhas que por si só são um caminho ou trilha errada para alguém seguir. Voltando ao exemplo que dei de uma sociedade escondida em uma floresta. Quem sabe eles não criam livros e mapas que falam daquela sociedade, mas que na verdade deem informações erradas e levem exploradores para longe do local. Ou até pior, para um local perigoso e mortal. Seria interessante para uma campanhase os jogadores, repentinamente, descobrissem que o tempo todo estavam seguindo uma trilha falsa, que os levava a lugar nenhum (ou à morte), justamente por estarem "de fora" do segredo trazido por aquela armadilha. Isso geraria uma trama para lá de interessante (e claro, se algum jogador pensar nisso e resolver investigar isso, deixe que ele comece, quem sabe, a achar a trilha correta, dê a recompensa).

Isso também nos faz entender que "desarmar" uma armadilha é basicamente enganá-la, fingindo que você está "por dentro"e sabe o segredo. Quando você não pisa naquela placa de pressão, pois o ladino a percebeu, você engana a armadilha, fingindo que sabe o segredo e não pisou ali. Quando um ladino arromba uma fechadura, ele engana a armadilha, fingindo que tem a chave correta. E assim em diante...

Enfim, essas são algumas colocações sobre armadilhas que queria trazer para vocês, espero que gostem!

Postar um comentário

0 Comentários