Recents in Beach

[Podcast] Pensando RPG #219 - Nós narramos isso aqui errado em nossos RPGs?


Bom dia, RPGistas!! Hoje quero discutir algo bem importante com vocês a respeito de um possível erro de narração. Aproveito também para falar sobre algumas coisas de game design. Segue a sinopse:

Neste episódio, falo sobre uma questão levantada por Mike Mearls, ao falar sobre o Patrulheiro (Ranger), que se volta para a mecânica de exploração do Dungeons & Dragons 5e. Ali, ele nos revela que as pessoas não narram as viagens e a exploração no RPG como eles esperavam. E que isso tirou muito do prazer da jogabilidade do Patrulheiro. Aproveito esse comentário para pensar e refletir sobre um possível erro de narração e também sobre game design.

Duração: 11m24s
Baixar diretamente no PLAYER
Confira o podcast no Itunes - Assine aqui
Acompanhe no Spotify - Assine aqui
Podcast Addict? Procure "Pensando RPG"
RSS Feed do Podcast


Falado no Podcast

- Post sobre as novas mecânicas do Ranger


Confira e Participe

- Grupo do Facebook

- Curta a página do Facebook


- Assine por E-mail


- Email para participações: pensandoded@gmail.com

Postar um comentário

4 Comentários

  1. Oi Leonardo!

    A tradução de "Ranger" ficou "Guardião" e não "Patrulheiro". A discussão que você fez sobre o Guardião é super válida. Mas acho importante lembrar que não existe "narrar errado". Existem muitos estilos diferentes e gostos diferentes. Eu pessoalmente gosto de sim pular cenas dos personagens irem para a loja e coisas sem conflito. Para equilibrar o personagem Guardião penso em soluções como o grupo encontrar um monstro ou animal selvagem que o Guardião já conheça, permitir que em combate com miniaturas ele não considere terreno difícil um terreno com o qual já esteja acostumado e se movimente mais rápido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, a informação que você deu tá errada. Eu uso Guardião quando narro, até por causa da tradução do SdA e Aragorn, e acho ela melhor, como falei no podcast sobre a classe, mas de um modo geral a tradução usada mesmo pelo pessoal no brasil para o D&D até agora é "Patrulheiro" mesmo, pode ver nas traduções do UA, por exemplo, do Rede RPG, outros posts de outros canais de Youtube, etc.

      No primeiro RPG que jogamos no canal, botei Guardião embaixo e um monte de gente reclamou, então passei a usar a nomenclatura que o pessoal tá mais acostumado.

      Excluir
    2. E eu sei que a Galápagos pode vir a traduzir como Guardião (o que vai ser legal) e virar oficial, mas enquanto não saírem as publicações, não é oficial. E mesmo se saírem, com o tempo pode ser que não se adote. Eu sempre usei Ranger/Guardião. Embora maioria usasse Ranger/Patrulheiro. E, por exemplo, Halfling é capaz de sair como pequenino, e eu particularmente não vejo ninguém adotando o termo pequenino em vez de halfling mesmo se oficializarem.

      Excluir