Recents in Beach

Como usar um homem-lagarto de uma forma super diferente e interessante no seu RPG!

Bom dia, RPGistas! Hoje falo sobre uma ideia super interessante pra vocês de como utilizar um homem-lagarto de forma criativa nos seus jogos de RPG! Para quem não sabe, essa é uma raça humanoide, presente em muitos jogos. Mas, especificamente no Dungeons and Dragons, eles possuem algumas características que podem gerar um NPC muito legal para se usar em suas aventuras.


E o que eu quero dizer com isso? Bem, se lermos o Volo's Guide to Monster, iremos ver que os homens-lagarto são de fato criaturas muito estranhas, que veem as relações sociais e as emoções de uma forma extremamente peculiar, tudo por causa do cérebro reptiliano que eles possuem, que é muito diferente do nosso. E isso pode gerar algumas situações interessantes que poderemos explorar.

E que forma diferente de ver as emoções é essa? Os sentimentos, para eles, não são coisas que eles sentem internamente. Isto é, eles não sentem medo, a sensação de medo. Eles ligam esses sentimentos às coisas específicas que deveriam causar medos a eles. E explico. Se um humano encontra um dragão, ele tende a sentir medo, fica assustado e amedrontado. Os homens-lagarto, não. Eles não sentem medo e nem ficam assustados num caráter pessoal e individual. Eles simplesmente dão a qualidade de "amedrontador" ao dragão. Então, ao verem a criatura, eles sabem que ela é uma criatura amedrontadora. E fogem dela ou obedecem ela. Mas eles, num caráter individual, não sentem de fato medo e nem estão assustados. Eles apenas entendem que o comportamento deles diante de uma criatura "amedrontadora" é de fugir e de obedecer. E atuam de acordo com esse instinto. Entretanto, em termos de sentimentos internos, eles não sentem coisa alguma.


Logo, os homens-lagarto, nesse sentido, têm um comportamento de fato estranho, meio "alienígena" para os seres humanos por essa falta de sentimentos que possuem. Eles, por exemplo, não vão se sentir atraídos por um outro ser, eles apenas entendem que aquele é um ser "atraente" e se comportam de acordo com isso, cortejando, etc, mas não por sentirem atração, apenas porque esse é o comportamento esperado diante daquela situação, quase como se fossem programados por esse cérebro primitivo que eles possuem. Eles não sentem, eles apenas agem de acordo com os estímulos externos.

Então, uma ideia interessante de personagem seria um homem-lagarto um pouco mais sábio, que entendeu essa forma diferente que eles possuem de ver o mundo e acaba explorando isso. Afinal, essa ausência de sentimentos, de uma reação mais forte diante de algumas situações, pode ser útil em alguns momento. E poderia gerar um personagem mais sábio e até mesmo filosófico, que usa essa sua ausência de sentimentos internos para pregar um estilo de vida mais estoico, ensinando heróis a controlarem suas emoções diante das situações mais estressantes de modo a terem um desempenho melhor. E ele pode usar essa visão diferente dos homens-lagarto para poder lidar melhor com seus sentimentos. Agir sem deixar que seus sentimentos o atrapalhem.


E o que então faria tal homem-lagarto? Bem, ele poderia ser uma espécie de mestre de algum tipo de sociedade secreta, mesmo que não seja muito grande, uma sociedade que atua em uma região específica do mapa, talvez, e que tem esse personagem como uma espécie de "mestre".  E aí poderíamos apresentar essa sociedade devagar para os jogadores, como talvez uma espécie de ninjas, espiões ou guerreiros capazes de controlar suas emoções, viver de forma ultra disciplinada e, por isso, de terem enorme sucesso em suas missões. Então pode ser um grupo de assassinos, heróis ou aventureiros que tem alguma fama ao redor do mundo, muito embora não se saiba exatamente quem os treina e nem onde eles são treinados!

Enfim, que cada um adapte essa ideia de forma que quiser, mas acho que pode ser um gancho de trama muito legal, que vai explorar também sociedades secretas e questões filosóficas!

Postar um comentário

4 Comentários