Recents in Beach

Menção mais antiga a Cristo é descoberta numa "carta a Deus" no sarcófago de uma criança de 3 anos

Imagem de do Cristo na Cruz, de François Girardon

O arqueólogo Miomir Korac, diretor do Instituto Arqueológico da Sérvia, fez uma das grandes descobertas dos últimos anos ao fazer escavações num local em que ficava a antiga cidade romana de Viminacium, a 12km da atual cidade de Kostolac, no leste da Sérvia, em 2020. Ali, ele encontrou uma fina folha de prata, dentro de um sarcófago de mais de 1800 anos de idade. A folha possui 5,3 centímetros de comprimento, 3,5 de largura e apenas 0,1 milímetro de espessura, sendo enterrada junto com uma menina de aproximadamente três anos e dobrada sete vezes.


Ao desdobrar a folha, os pesquisadores tiveram uma enorme surpresa. Nela, estavam escritos os caracteres gregos hi, teta, ni e ro, que podem ser lidos como HRIS, ou HRISTOS, que significaria "ungido". E, segundo Miomir Korac:

"Se for confirmada que a leitura da palavra HRIS está correta, essa seria a menção mais antiga a Cristo"


No entanto, o pesquisador também informa que testes ainda precisam ser feitos, já que, dependendo do ângulo em que se analisa a folha, outras palavras podem ser formadas. Ainda assim, ele acredita que a mensagem tenha sido uma espécie de prece, uma "carta a Deus". E revela que o sarcófago tinha também características típicas dos sarcófagos de Jerusalém.

A descoberta, inclusive, surpreendeu pesquisadores, já que, embora mais de 14 mil escavações tenham sido feitas no local, apenas 30 sarcófagos tinham sido descobertos até então. Por isso, encontrar dois em perfeito estado, sem terem sido violados por ladrões de tumba, foi algo realmente inesperado.

Postar um comentário

0 Comentários